sim(ples). (II)

segunda-feira, fevereiro 09, 2009

começas por usar frases grandiloquentes repletas de lugares-comuns para me convencer de que sim tens uma predilecção especial pela minha companhia. keep it simple, digo-te eu. se demoras mais do que um minuto a explicar que gostas do calor do sol na tua pele quando tiveres acabado de falar já ele arrefeceu. uma noite seguras-me na mão e dizes-me quase num sussurro: sinto-me bem a teu lado. e o mais simples que consigo é responder-te com um sorriso.

5 comentários:

MS disse...

simples e bom...

diana disse...

e é a simplicidade que torna um sorriso tão especial...

M disse...

"se demoras mais do que um minuto a explicar que gostas do calor do sol na tua pele quando tiveres acabado de falar já ele arrefeceu"

Lindo... E verdadeiro. O que te arrefece? A mim é o medo...

Brida disse...

@MS
simples é bom :)

@diana
é. e é tão bom sorrir simplesmente :)

@M
o medo, sim. melhor dizendo, principalmente o medo. o medo das repetições, por exemplo...

acoldzero disse...

"ok do you want something simple. tralala..."

(fez-me lembrar a cançoneta dos the gift, e da qual eu até gosto bastante.)*