conforto.

quarta-feira, abril 01, 2009

abro um dos livros que volto a trazer na carteira e dele cai uma folha para o chão. no topo esquerdo está escrito "sentimos o silêncio. e não nos incomoda...". e lembro-me pelas reticências que queria ter escrito mais. que queria ter explicado como o silêncio não intimida. não fica retido entre nós como um fantasma. que as palavras não são contidas. transpiramo-las naturalmente como gotas de suor. que por isso a sua ausência não é pesada. inspiramos e expiramos [n]as pausas delas.

despimo-nos de tudo. de segundas intenções. de temores. de máscaras. despimo-nos [um ao outro] pelas palavras.

e até quando nos despimos delas não nos sentimos nus.

8 comentários:

MS disse...

uma partilha dificil de encontrar.

paulotpires disse...

realmente, por vezes quando nos despimos, finalmente sentimos conforto, principalmente de muitos conceitos...
bj

Tchi disse...

Quantas vezes nos dizemos mais no silêncio - pelas palavras transparentes que nos abraçam o caminho e nos abrem a alma - que nos faz ir mais longe, procurando cada vez mais a autenticidade de sermos.

diana disse...

é verdade. Sentimo-nos tão bem.

M disse...

E é tão bom quando o silêncio não incomoda...

Brida disse...

@MS
tão dificil que quando se encontra até as palavras para a descrever saem a custo...:) bj

@paulo
é pena que, como a MS disse, seja algo tão dificil de encontrar/acontecer... bj

@Tchi
tantas, mas tantas vezes. haja quem saiba ouvir(-nos). bj

@diana
sentimo-nos em casa :) bj

@M
é...e é tão bom quando reparas nisso pela primeira vez :) bj :)

Flier♀ disse...

Só para dizer que deixei um selinho no meu blog :)

Um gajo qualquer... disse...

O silêncio pode dizer tanta coisa...

:)